segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O anjo

Prefiro não falar sobre o feliz ou triste, e me nego a ser racional ou pessimista... Pra cada milagre existe a necessidade de dor ou sofrimento, caso contrario perdemos a capacidade de ve-lo como milagre e o tratamos puramente como sorte... já presenciei muitos milagres, e muitas sortes, mas hoje... estive em choque, sofri o insight... transpassou como punhal meu coração... hoje descobri como se fabricam anjos... e me nego a dizer o que senti.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A maldiçao de aniversario

Uma pausa na serie de posts acerca da nova amiga e nova personagem do garoto invisivel...
Um dia farei uma lista das minhas peculiaridades, mas ate la tenho que ir postando quando possivel, dessa vez preciso meeesmo falar da maldiçao do aniversario... será que é só comigo ou vesperas e o proprio dia do aniversario costumam ser periodos complicados? as pessoas sempre se afastam de mim as vesperas, quem realmente me importa muito normalmente age com o maximo de frieza... sei la... niver chegando, espero que seja diferente desta vez.

domingo, 23 de outubro de 2011

Green (pt.1)


Em outro momento aqui no blog falei sobre pessoas especiais que conheci esse ano, pessoas com brilho nos olhos e coração enorme... Bom, acredito que estou atraindo indiscriminadamente todas as pessoas mais especiais do mundo pra perto de mim. Sempre tive pessoas fantasticas por perto, levaria todo um post só pra cita-las junto as suas caracteristicas, mas acho desnecessário, basta observar que estas são as pessoas que se mantem na minha vida, do contrario, talvez o que era especial se perdeu no caminho... enfim.
Tres coisas no mundo me chamam a atençao, e acho valido dizer que, quando digo que chamam a atençao não quero dizer que me apaixono por todas as pessoas do mundo que me escancaram esses tres elementos, e sim que estes parecem me indicar, como se a vida fosse um jogo, e esse elemento fosse um bonus. Sorrisos, olhares e inteligencia. Encontrei esses tres elementos em dezenas de pessoas, mas vou descrever exatamente como “devem” ser apresentados tais requisitos de forma que realmente me faça alguma diferença.
Sorriso de foto não me atrai, sorriso forçado tambem não. Gosto de sorriso sincero, mesmo que seja raro, não que eu descarte outros sorrisos, mas é que apenas quando, num sorriso se é sincero, pode ser ver os olhos...como farois de verdade... o que facilita e muito “ler” a pessoa, e me da a segurança da sinceridade. Porem tudo isso numa pessoa futil e vazia me é extremamente decepcionante, o que poderia minar qualquer expectativa de boas conversas.
Bom, agora vamos unir todos os aspectos que citei como agradaveis em uma garota tecnicamente “diferente”. Em todos os sentidos, não apenas fisicamente ( ruivas de verdade são raridade) mas com caracteristicas sociais, emocionais e psicologicas impares. Legal, agora vamos colocar mais algumas coisinhas... é engraçada, é paradoxal, ao mesmo tempo que soa fria é um poço de sentimentalismo, amo mesmo tempo que é realista, é a pessoa mais sonhadora e utopica do mundo. Sim, é fisicamente atraente tambem, mas não acho que isso seja de tão grande importância diante de todo o resto... é o tipo de pessoa que se levaria uma vida toda e ainda assim não se conheceria realmente, ao mesmo tempo da uma sensaçao de que ate vale a pena tentar kkk... enfim, seria apaixonante se não fosse verde.
Ok, essa coisa de verde é só uma brincadeira que acabou adquirindo cada dia mais elementos que reforçaram a verdisse da Green.
Pelos estudos de significancia do verde semioticamente, o verde é a cor mais paradoxal de todas, mas alem disso tem algumas caracteristicas “fisicas” que se assemelham a pessoa em questao. Um exemplo disso é que a cor verde costuma dar a sensação de conforto a um ambiente, apesar de ser comumento relacionada a ambientes hospitalares. Esse é o paradoxo interessante, a tal pessoa tambem traz esse conforto, tem algo nos olhos dela...
bom, todo mundo sabe que não gosto de alongar os posts, então vou dividir em partes... esse é o primeiro da minha nova personagem do “garoto invisivel” ela se chama green, e se alguém se perguntar porque green... é porque ela “é verde” … (continua)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Na montanha

"Ele sobe ao ponto mais alto do seu mundo imaginário e grita, grita todo seu amor aos quatro ou cinco cantos...  quem ouve a intensidade do seu grito sente em si a intensidade que ele sente, mas não imagina a intensidade da porção que não materializar. Há quem o tenha visto subir a montanha, uns olharam com compaixão, e imaginaram o quão ruim seria sofrer tanto por alguém que nem esta ali ao seu lado, outras tentaram lha dizer que pra elas nada disso seria necessário, nada alem de carinho... outros o apoiaram, o ajudaram a subir. Muitos riram, e como riram, ou por pena ou por soberba. Jamais alguém saberá e sentirá exatamente o que ele sentiu. As cicatrizes no corpo apenas marcam fisicamente algo já tão impregnado na alma... já não há lágrimas, não há mais. Já não há frio ou calor, já não há nada que seja tão belo, já não há nada que seja tão feio. talvez seja esse o o perigo de se viver em sonhos, e em sonhos construir seu porto seguro... o que é real deixa de ter muita graça...  alias nem sonhos me andam tendo muita graça.
Ele subiu ao ponto mais alto, não por ela, mas para enfim por fim em tudo, mas no momento em que decidiu se pela morte, o abismo sussurrou lhe palavras doces de esquecimento, a brisa fria percorreu lhe a espinha... aquele frio na barriga... era um sinal... Lembrou se dela, mas ela já o havia esquecido, e ele gritou seu amor... antes de cair sobre seus joelhos e em prantos agradecer ao mundo a nova chance... o abismo riu... a rocha cedeu.. aquele era o silencio que precedia o fim. abra o livro das mentiras e veja, não era ele, era você.  Você morreu, o amor morreu, não há palavras que salvem... abra o livro e veja, não era ela, era você, não ouviu o pranto, não ouviu-o chama la, você não soube amar, e não há palavras que a salve... abra o livro das mentiras e veja... somos nos, mas não cheguei ao topo da montanha... somos nos, e ainda assim você não escuta... feche o livro das mentiras...não é difícil fingir que tudo é apenas mais uma parábola se sentido de uma mente romântica e doentia. durma!"


Nossa! Havia um certo tempo que não escrevia texto no estilo livro das mentiras. Costumam parecer depressivos e exagerados, mas incorrem em um tipo de sentimento estranho e intenso... ok, nao sao os melhores, mas gosto de dramatizar um pouco. não que nada tenha me desanimado um pouco, porem nada no sentido do texto, talvez insonia, ou tempo nublado, ou como diria uma amiga " algo muito profundo no meu subconsciente" kkkkkkk

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Devaneio de insonia de horario de verão.

Eu tinha algo importante pra postar aqui... um feliz aniversario pra dona Bia, mas deixei o texto bem guardadinho, um dia entrego em mãos. tenho uma historia fofa que me veio em mente ontem.

Eles estavam ali, mas era como sonho, que de tão perfeito era impalpavel.. a presença de um e de outro era palpavel.. nada alem disso.
ela fechou os olhos, a pouca luz fazia dela ainda mais meiga, ainda mais... linda... ansiedade, um misto de felicidade e decepçao, por vezes o real parece sonho e o sonho quase se torna real... quase...
same mistake...
-canta pra mim...
ela canta...
-mas canta olhando pra mim
ela olha meus olhos
-agora canta pra mim...
ela nao consegue...
ela desvia os olhos e canta
eles estavam ali ... como crianças sem saber o que fazer, com dilemas de mundo adulto, com a realidade surrando a cara e o peito... realidade de tão imperfeita bem palpavel...
acordei.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Feliz dia das crianças

Crianças fazem birra, mas ao menor sinal de carinho baixam a guarda e deixam pra la. Crianças querem tudo mas no fim se satisfazem com qualquer coisa, e se divertem com qualquer coisa... e como se divertem... Crianças falam com todo mundo, mas valorizam ao extremo a família e os amigos... crianças não são apenas inocentes, as vezes fingem que não entenderam mesmo. crianças mentem, com o intuito de se proteger, mas é da boca pra fora, a sinceridade esta latente nos olhos... crianças brigam entre si, normalmente por nada, e resolvem em poucos minutos com a mesma facilidade em que a briga começou... crianças dão carinho sem esperar nada em troca, amam e demonstram sinceramente, admiram com humildade, brincam como se não houvesse amanha. crianças Sabem sorrir mesmo quando caem... não te julgam pela cor da tua pele, ou por qualquer outra diferença, pelo contrario, os olhinhos brilham ao menor sinal de diferença... enfim... PRECISAMOS SER MAIS CRIANÇAS!
brincar mais, sonhar mais, acreditar mais... mudar de opinião, perder a vergonha... e por mais que o mundo seja duro demais com nos, adultos, que nada nem ninguém nos tire dos olhos o brilho sonhador e do rosto o sorriso infante... feliz dia das crianças.

obs: me desculpem a simplicidade do post, eu to feliz, e todo mundo sabe que Doug feliz não escreve kkkkkkkkkkk

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

errados

Existe quem é frio e se diz intenso e quem de ser intenso se diz frio, ambos estão errados. Existem pessoas que amam e não dizem, e as que dizem amar sem amar realmente... ambas estão estupidamente erradas... Existem aqueles que tem muitos sonhos e não costumam fazer muito pra realizar nenhum, e outras e se perdem tanto em projetos que mal sonham... ambas estão erradas... Tem as que escolhem rapido demais, as que nunca escolhem, as que preferem não lutar, as que lutam até quando não se faz nescessario... existem pessoas que amam tanto que desistem do amor na tentativa de fazer o outro feliz, e outras que sequer se deixam viver tal amor... e ambos ESTAMOS errados...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Errar

Já tive o sonho de ser um vencedor, colecionar medalhas, orgulhos... Somos ensinados que se não somos vencedores somos consequentemente perdedores, perdi tanto que evito a disputa, assim em tese nunca perco... Mas nao errar pra mim é impossível.
Todos temos características fortes, que não devemos mudar por algo externo com o risco de estarmos nessa adaptação perdendo parte da nossa essencia, e uma das minhas mais fortes caracteristicas é ser intenso, em tudo, amor, amizade, sinceridade, respeito, carinho definitivamente não são apenas palavras fofinhas no meu vocabulario, e não seria tão problematico se as pessoas entendessem que jamais magoaria alguem com maldade.
tenho sempre a sensação de que meus erros, ainda que essencialmente iguais ao erros alheios, são mais graves e passíveis de julgamento e punição que o dos outros, e não é raro que, no momento que repreendo alguem por algo que realmente tenha me magoado, eu saia ainda mais magoado e com o carimbo de "o errado foi você", ainda que o meu unico erro tenha sido repreender um determinado erro.
Acho que nada no mundo me magoa mais que ver que alguem se recusa a simplesmente entender, e passo horas, dias tentando pensar em algo que me faça menos errado, que me faça ser entendido, que mostre que eu passo a maior parte da minha vida tentando agradar a todo mundo e simplesmente por isso não tenho tempo de cuidar de mim. Não é por me amar menos, é simplesmente pelo fato de que eu me importo, eu me preocupo, e me sinto no direito de cuidar de quem eu amo, e vejo como totalmente incoerente repudiar tal cuidado.
um post inteiro falando sobre erros e sobre mim, parece que tem algo errado... na verdade não, não ha nada substancialmente errado, nem certo, ha incertezas demais, todo mundo é incerto demais, todo mundo está preocupado demais com o que sente mas talvez um pouco menos com a forma que trata o que sente, isso sim é algo que normalmente me irrita, não sentir é algo que não existe e, a partir do momento que se sente algo, nada mais justo que pensar e agir de acordo com tal.
Ok, existem dilemas eticos, mas os mesmos não justificam atingir deliberadamente as pessoas que te cuidam, te fazem bem, e isso não deve soar como uma critica especifica a uma ou outra pessoa, mas ao mundo mesmo.
Ja repararam na mania que temos de tentar atingir as pessoas que amamos, e faze-las sofrerem as vezes como forma de protesto, ou auto preservaçao? e ja perceberam a enormidade deste erro?
certamente o simples fato de eu postar coisas assim fará com que algumas dezenas de pessoas me julguem errado, ou achem que eu estou em crise, carente, ou coisa do tipo... E palavras costumam sempre trazer essa sensaçao, mesmo quando apenas escritas, mas palavras já me deram o paraíso, e palavras ja me levaram ao inferno, e não me arrependo de nenhuma das duas situaçoes pois JAMAIS deixei de dizer algo por medo da reaçao, por medo do desfecho da historia. Quando lemos um livro, entramos no personagem, esperamos que o climax se resolva da forma como pensamos ser melhor, e sempre olhamos criticamente pensando que seria melhor assim, ou assado, mas o final não somos nós quem escolhemos, e na vida nem é diferente, não importa o quanto evite magoar alguem, não importa o quanto evite se magoar, não importa o quanto tente nunca errar, ng tem o controle da situação ( ainda que se iluda que sim).
Conclusão, ainda que te julguem mal, ainda que ninguem perceba o quanto se esforça todos os dias, sinta se no direito, no dever de FALAR, palavras guardadas são como cinto de segurança em carro de formula 1, alem de passar uma falsa segurança, acabam por te enforcar no final!