quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Revisando minhas lições

Alguns dias nascem casmurros, as pessoas acordam casmurras, esse escritor que vos fala acorda casmurrinho principalmente quando dorme pouco, mas o fato é que na maioria das vezes isso não passa de opção, e alias, pior opção.
passamos a vida aprendendo grandes lições e acho justo dividir com quem me lê as ultimas aprendizagens deste palhaço aqui...
Primeira lição do ano: SORRIR, não apenas pra dividir a própria felicidade com os outros, mas pelo fato de que a sensação de felicidade depende diretamente da sensação de conforto, de acolhimento, de segurança, e essa coisa toda é reciproca, e interdependente.. se você faz a sua parte de sorrir, provavelmente até o pior dos  casmurrentos vai rir junto, e se sentir seguro, e se sentir confortável, e o ambiente em si se torna amistoso, o suficiente pra te deixar sorrir sem a culpa de ser forçado, pois assim o deixa de ser.
Segunda lição: amor exige cuidado, manutenção, e principalmente, amor não cobra promessa, não é unilateral, não tem pressa, é feio, muito feio amar e simplesmente justificar com um "eu te amo, preciso de você comigo" ... na verdade o que ocorre quando a gente ama é uma necessidade enorme de cuidar, de fazer bem, mas admitindo que faríamos "tudo" pelo bem da pessoa e que beijar na boca não é necessariamente cuidar ( e sim faz parte de uma gama de carinhos que completam de forma fofinha o relacionamento), priorizar as coisas pode fazer enorme diferença, se eu amo, eu cuido, se eu desejo, apenas beijo...
terceira lição: essa é bem curta, não preciso ser casmurrento pra conseguir atenção, alias, as vezes é um esforço sobre humanos ser casmurrento quando se quer estar se divertindo e fazendo palhaçada... kkkkk
quarta lição: uma realidade ruim é mutável, ainda que dolorosamente, ainda é mais produtivo aplicar a mudança e sofrer um pouco que manter e alongar um sofrimento maior. Mudar o que te incomoda em mesmo, o que causa atrito com as pessoas que estão mais próximas, mudar o ambiente, o movimento das coisas a sua volta, alias, o humor das coisas a sua volta também, é mil vezes mais fácil que ficar maldizendo tudo e todos.
quinta lição: existem pessoas muito especiais, muito mesmo, cuide delas pra elas poderem fazer o mundo melhor, nestas incluo o senhor Fabio, a Anne, a Lu Bertolina, a Jess, as Camilas ( sim, as duas) e tantas outras pessoas que, não são especiais apenas pra mim, mas pro mundo em si, que tem aquele brilho diferente nos olhos sabe? mas isso já falei varias vezes, amo essas pessoinhas, e cuido, o quanto posso.
sexta lição: nem sempre as pessoas gostam de você logo de cara, não precisa se afastar delas por isso, cativar é um jogo tão gostoso, vai tentando olhar nos olhos, fazer sorrir, elogiar as vezes... é tão bom o desconforto de um desconhecido chato te elogiando, ou o esforço de um chato em te fazer sorrir, isso torna as pessoas importantes umas para as outras...
sétima lição: respeite o dia da casmurrice, infelizmente tem dias que o humor vai ficar ruim Forever mesmo, por mais engraçado que te pareça, nesse dia todos vão aparentemente fazer de tudo pra te irritar, vão escrever errado, se esquecer de vc, aquelas pessoinhas que lerdeiam a sua frente na rua vão se multiplicar misteriosamente, bem como as que entregam panfletos, as que vem de encontrão a vc e não desviam ate trombar ( se vc tentar desviar ela desvia para o mesmo lado)... provavelmente ou o sol vai ser infernal ou vai chover na hora que vc ficar sem lugar pra se esconder etc... respeite esse dia, e tente neutralizar o quanto esse humor cinzento interfere nos outros, mal humor pode soar engraçado, ou repugnante, vc quem escolher se sorri depois da patada ou fecha a cara de vez.
oitava lição: Somos o que queremos ser, e temos o que fazemos por merecer... nos sacrificamos todos os dias por dinheiro, por status, por facebook... não custa se sacrificar por um sonho, ou por algo que deseja... esperar muito por algo, se fazer de bobo, baixar a cabeça e não responder... sacrifícios pequenos, mas nos deixam mais perto de algo bom.
nona lição: de um jeito de colocar teus demoninhus ruins pra fora, seja escrevendo e queimando, seja britando na chuva, seja fazendo esportes... não mantenha lixo em casa, não mantenha lixo em vc mesmo.
decima e ultima lição por hora: Ser feliz é uma opção, e como todas é complicadinha e exige muito esforço ( tem me exigido um pouco) ser sincero com tudo e todos, ter afeto, tem boa vontade, enfim, merecer ser feliz facilita o processo... ng alem dos personagens de contos de fadas é feliz pra sempre, e nem quero ser alias...

aprendi muito mais coisas em um ano, muito mais que aprendi numa vida toda, e isso vai me exigir mais um post, bem como citar todas as pessoas que conheci esse ano e mudaram meu mundinho de forma tão acentuada... enfim, espero coments no meu post ok!!!!

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Contos de natal

Sempre gostei de natal, talvez não muito do dia em si, mas da epoca... Quando criança eu recebia quase tudo que eu desejava, se bem que eram as coisas mais simples do mundo, mas eu ganhava... a medida que cresci novos sonhos, novos desejos... esse ano desejei muito uma coisa, alias ate fui um bom garoto pra merecer, desejei o mais simples mas sonhava muito alem, e pasmem, recebi o que desejava, mais o que sonhava e com bonus, eu não vou contar o que foi nem como foi por enquanto, mas ja preparo algo sobre pra postar aqui, só queria compartilhar meu bom humor ( mesmo com esse tempinho cinza ali fora tentando me irritar) da mesma forma que compartilho meu pessimo humor quando ele vem... Alias, tem mais uma coisa interessante sobre tudo isso. Eu esperava encontrar minha felicidade em algo externo, mas a felicidade chegou antes do motivo, a paz que eu senti em mim chegou por mim e nao por algo, talvez felicidade atraia coisas boas...  enfim! Feliz natal atrasado, e obg pelo presente mais que perfeito sob as estrelas!

terça-feira, 13 de dezembro de 2011

poeminha sem terminar!

Entre lágrimas seu sorriso brilha mais eterno
enquanto suas palavras lhe prolongam a presença
as vozes se tornam eternas e doces
donde revoam em bandos, borboletas cintilantes

é estranho, sem duvida, já não habitar meu mundo
árvores de lágrimas, campos de melancolia em flor
o que ha de ser dos  meus sonhos, e ai de mim
isso é musica meu bem, se eu canto vc dança pra mim?

Just Cry Today I


Basta sorrir pra tudo ficar bem... Não sei quantas vezes já escutei isso na vida, ou ao menos no ano, tudo que faço todos os dias é sorrir, e NÃO, não esta tudo bem...
acho muito fofa a iniciativa de ser otimista, de pensar o bem, agir com gentileza, buscar realmente a felicidade.. Mas o homem é um ser de desejos e a felicidade se baseia sim em satisfação, ao menos na sensação de satisfação... ok, eu poderia ao menos não estar mal mas...
querer uma caneta e não ter é estressante, mais ainda quando se quer um corretivo e não o tem, ter caneta sem papel também é bem incomodo... querer um emprego.. basta correr atras, tem muitos por aí, querer passar no vestibular, poxa, só estudar, ainda assim essas coisas atormentam muito...mas ainda assim é justo. Dinheiro, fama seja lá o que for de desejo, não custa buscar... mas...
experimente ter de amar e não ter pra si, experimente ter de fazer bem pra alguém que faz teu coração se partir todos os dias mesmo sem intenção, tente desejar alguém que nunca, NUNCA será sua ( seu)... Cuidar do que é dos outros, e pouco depois ver teu mundo todo nos braços de outro alguém, tenta levar essa “porrada” nos rins todos os dias, toda hora... tenta perceber que em todas tentativas fora teus sonhos o outro é quem vai estar la...
Talvez seja muito infantil da minha parte, fazendo parte de um movimento tão lindo como o jst, mas quem disse que o mundo é fofo, quem disse que basta sorrir? Quem disse que não posso chorar, gritar e achar essa porra toda muito injusta? Será maldade pensar que de tudo eu mereço muito mais, mereço paz, mereço ser feliz sem ser por falsidade, mereço botar a cabeça no travesseiro e dormir, em paz comigo, e com um sorriso sincero... tudo que quero é tão simples e o mundo me pede as coisas mais impossíveis... isso cansa, sinceramente cansa!

ps1: não quis atingir ninguem ok?
ps2: se olhasse mais meus olhos entenderia que esse post é desnecessario...
ps3: FODA SE!

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

dialogo

"Se ela me pedisse pra mudar, eu mudaria, de cidade, de pais, até deixaria de ser palhaço. Se me pedisse pra não repetir os mesmo erros eu faria o possivel e o impossivel para errar apenas novos erros. Se ela me pedisse um beixo, eu daria, se me pedisse o ceu eu o buscaria, se me pedisse o mundo eu o roubaria... se me pedisse a lua, estrelas ou todas as palavras de amor do mundo... eu daria, não sei como, mas daria... amor torna tudo tão possivel... mas a unica coisa realmente impossivel pro amor, foi o que ela resolveu pedir... de tudo, ela me pediu simplesmente pra não amar... e isso meu amor não consegue fazer." ( dialogo entre Pierre-o palhaço e Letícia)

domingo, 27 de novembro de 2011

mudanças

Engraçado como coisas boas levam meses para acontecer, e acontecem aos poucos, vagarosamente... enquanto que coisas ruins não apenas acontecem na velocidade da luz, como acontecem uma atras da outra... Acho que as vezes espero tanto que tudo se encaminhe que desencaminha por prostração... Cansei de insistir, e cansei de desistir... cansei! Cansei tb de tentar postar hoje, se tiver mais paciencia termino amanha!

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Será que voce ainda pensa em mim?

Ainda acordo no meu da noite, sensaçao se sufoco, sensaçao de ansiedade...  ainda me pego com cara de bobo quando te faço sorrir, ainda sinto que os dias ou horas do teu lado passam de forma diferente, ainda sinto seu cheiro e guardo tuas coisas, ainda olho teus olhos e sinto vontade de dizer que te amo, ainda que ja saiba, é apenas nescessidade de dizer mesmo. As vezes as pessoas me perguntam se sonho em ter voce, se tenho esperança de um dia conseguir.. eu realmente não sei responder, é obvio que sonho, é obvio que mesmo que seja bem no fundo eu tenho esperança, mas não justifico minhas ações nessas esperanças, justifico minhas ações no que sinto. Ainda sinto tua pele e teu gosto quando fecho os olhos e penso com força, ainda espero com um friozinho na barriga quando vou te ver, e penso em ti quando to feliz, e desejo todos os dias ainda que meu humor varie que tenha um bom dia, e uma boa noite... Ainda me importo se está feliz ou triste, se está cansada ou desanimada, ainda gosto de te ver livre mas estar perto pra no caso de precisar de mim, ainda sou infinitamente grato ao universo por ter um dia lhe encontrado, ainda lembro com carinho das coisas que faz por mim mesmo que eu normalmente pareça ingrato. Ainda escrevo coisas que vc nunca irá ler, e penso e planejo coisas que não vão acontecer... as vezes por covardia, ou por respeito a situação, ou por medo de perder pra sempre... ainda penso em te entender um dia mas nunca lhe disse algo que realmente amo em ti... o fato de voce mudar tanto, de acordar cada dia diferente, me faz amar cada dia algo diferente e me da o desafio de conquistar a cada dia como se nunca houvesse tentado antes... mas no fim, os olhos castanhos que olham nos meus são os mesmos, inexatos, sonhadores, sinceros porem misteriosos demais... Ainda me divirto conversando com vc e sinto que quando pensamos menos nos problemas podemos passar horas e horas rindo e falando de qualquer coisa, e nem percebemos o tempo... posso estar muito errado, mas sinto sim que não somos tão diferentes, e sinto que nos fazemos bem demais um ao outro... um dia voce disse me amar, mas me pergunto... será que você ainda pensa em mim?

terça-feira, 15 de novembro de 2011

...

E quem tem pressa de viver, e quem  vive de escolhas? e quem erra, alias, e quem nao erra? e quem perde? e quem nunca teve? e quem dança a dança da chuva ao contrario?  e quem corre na contramão? e quem vive de ser intenso? e quem não tem a linha da vida tão viva nas maos? e quem pouco teve vida? quem são os santos, quem sao os demonios? quem são os anjos? em cima do sofrimento de quem se fabricam estes?  alguem inventa respostas e fala de Deus como se fosse melhor por isso, mas vira e mexe tropeça no proprio rabo e percebe  que quem anda de costas nao se perde do horizonte, e quem segue em direçao a ele um dia descobre que nunca o encontrará! alguem pode dançar essa dança ao contrario por favor? alguem viu minha sanidade perdida saltitando por aí? alguem me cura de amor? ou ao menos me diz que vai ficar tudo bem...

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11.11.11

A data é interessante, acho que nunca escrevi tantos uns na minha vida... e engraçado que só por isso resolvi escrever aqui hoje.

talvez um dia eu use minhas asas, talvez um dia lhe tomo nos braços e te mostro o quão lindo é o meu mundo, talvez um dia meus pensamentos não precisem percorrer distancia tão grande pra lhe encontrar, talvez uma hora dessas a gente passe horas conversando, e um sorriso, um olhar, um frio na barriga deixem de ser subjulgados e sejam motivo suficiente pra uma loucura qualquer... talvez um dia eu perceba que não és  um sonho bom e sim uma realidade ainda melhor... talvez um dia eu deixe de sonhar sonhos tão simples e os viva realmente... alias, mania feia que temos de julgar tudo tão racionalmente, assim perdemos a chance de viver o que foge do habitual... rotina... talvez um dia um palhaço lhe sorria e diga, sempre estive aqui, e de tantos sorrisos apenas um me faz sorrir de bobo, apenas um me faz sorrir os olhos... talvez um dia nao precisemos mais sermos dois, mas não espero um dia pra ser feliz.. esperar por vezes me faz feliz... talvez um dia eu diga eu te amo e a resposta não venha apenas dos teus olhos...

terça-feira, 8 de novembro de 2011

coisa de criança...


Todos nos admitimos regras, leis, doutrinas, dogmas...tentamos nos encaixar, não admitimos falhas, mas talvez a grande falha seja tentar ser melhor que algo, ou que alguém, o que é melhor é comparável, e o que é comparável algo tem de semelhante, mas no momento em que se faz algo, sem pensar em ser melhor ou maior, abre se a oportunidade do incomparável, do inovador, do inesquecível, e deixa se para os outros a tarefa de superar.
... a criança correu, aos pulos... olhou a garota triste sentada com as mãos na cabeça e sorriu, não apenas o sorriso puro de criança, mas aquele sorriso que contem toda sabedoria do mundo.
pq choras? perguntou a criança...
-acho que vc não entenderia, alguém importante foi tirada de mim.
-puxa vida, e quem foi que tirou ela de vc?
-ninguém garotinha, ela simplesmente se foi.
-e foi pra um lugar ruim?
claro que não, era tão inocente, deve estar no melhor lugar possível!
- e pq choras então?
-pq sinto falta oras, ela era meu sonho, eu estava tão feliz...
-antes de ir ela parecia feliz?
a garota sorri se lembrando...
-sim, acho que sim, ela era bem serelepe e especial...
-pois bem, voce certamente era o sonho dela, e tambem devia estar serelepe pois também é especial, e ambas estavam felizes... voce disse que ela foi pra um lugar melhor né?
intrigada com o raciocínio a garota diz:
-sim
-pois bem, com tudo o que ela tinha aqui... se ela conseguiu um lugar "ainda" melhor... tenho certeza que vc esta chorando de feliz, e se não for, que pena, um sorriso teu me faria feliz, imagine a ela...
a garota sorriu. e a criança continuou correndo, ate desaparecer no horizonte...

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

O anjo

Prefiro não falar sobre o feliz ou triste, e me nego a ser racional ou pessimista... Pra cada milagre existe a necessidade de dor ou sofrimento, caso contrario perdemos a capacidade de ve-lo como milagre e o tratamos puramente como sorte... já presenciei muitos milagres, e muitas sortes, mas hoje... estive em choque, sofri o insight... transpassou como punhal meu coração... hoje descobri como se fabricam anjos... e me nego a dizer o que senti.

sexta-feira, 28 de outubro de 2011

A maldiçao de aniversario

Uma pausa na serie de posts acerca da nova amiga e nova personagem do garoto invisivel...
Um dia farei uma lista das minhas peculiaridades, mas ate la tenho que ir postando quando possivel, dessa vez preciso meeesmo falar da maldiçao do aniversario... será que é só comigo ou vesperas e o proprio dia do aniversario costumam ser periodos complicados? as pessoas sempre se afastam de mim as vesperas, quem realmente me importa muito normalmente age com o maximo de frieza... sei la... niver chegando, espero que seja diferente desta vez.

domingo, 23 de outubro de 2011

Green (pt.1)


Em outro momento aqui no blog falei sobre pessoas especiais que conheci esse ano, pessoas com brilho nos olhos e coração enorme... Bom, acredito que estou atraindo indiscriminadamente todas as pessoas mais especiais do mundo pra perto de mim. Sempre tive pessoas fantasticas por perto, levaria todo um post só pra cita-las junto as suas caracteristicas, mas acho desnecessário, basta observar que estas são as pessoas que se mantem na minha vida, do contrario, talvez o que era especial se perdeu no caminho... enfim.
Tres coisas no mundo me chamam a atençao, e acho valido dizer que, quando digo que chamam a atençao não quero dizer que me apaixono por todas as pessoas do mundo que me escancaram esses tres elementos, e sim que estes parecem me indicar, como se a vida fosse um jogo, e esse elemento fosse um bonus. Sorrisos, olhares e inteligencia. Encontrei esses tres elementos em dezenas de pessoas, mas vou descrever exatamente como “devem” ser apresentados tais requisitos de forma que realmente me faça alguma diferença.
Sorriso de foto não me atrai, sorriso forçado tambem não. Gosto de sorriso sincero, mesmo que seja raro, não que eu descarte outros sorrisos, mas é que apenas quando, num sorriso se é sincero, pode ser ver os olhos...como farois de verdade... o que facilita e muito “ler” a pessoa, e me da a segurança da sinceridade. Porem tudo isso numa pessoa futil e vazia me é extremamente decepcionante, o que poderia minar qualquer expectativa de boas conversas.
Bom, agora vamos unir todos os aspectos que citei como agradaveis em uma garota tecnicamente “diferente”. Em todos os sentidos, não apenas fisicamente ( ruivas de verdade são raridade) mas com caracteristicas sociais, emocionais e psicologicas impares. Legal, agora vamos colocar mais algumas coisinhas... é engraçada, é paradoxal, ao mesmo tempo que soa fria é um poço de sentimentalismo, amo mesmo tempo que é realista, é a pessoa mais sonhadora e utopica do mundo. Sim, é fisicamente atraente tambem, mas não acho que isso seja de tão grande importância diante de todo o resto... é o tipo de pessoa que se levaria uma vida toda e ainda assim não se conheceria realmente, ao mesmo tempo da uma sensaçao de que ate vale a pena tentar kkk... enfim, seria apaixonante se não fosse verde.
Ok, essa coisa de verde é só uma brincadeira que acabou adquirindo cada dia mais elementos que reforçaram a verdisse da Green.
Pelos estudos de significancia do verde semioticamente, o verde é a cor mais paradoxal de todas, mas alem disso tem algumas caracteristicas “fisicas” que se assemelham a pessoa em questao. Um exemplo disso é que a cor verde costuma dar a sensação de conforto a um ambiente, apesar de ser comumento relacionada a ambientes hospitalares. Esse é o paradoxo interessante, a tal pessoa tambem traz esse conforto, tem algo nos olhos dela...
bom, todo mundo sabe que não gosto de alongar os posts, então vou dividir em partes... esse é o primeiro da minha nova personagem do “garoto invisivel” ela se chama green, e se alguém se perguntar porque green... é porque ela “é verde” … (continua)

quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Na montanha

"Ele sobe ao ponto mais alto do seu mundo imaginário e grita, grita todo seu amor aos quatro ou cinco cantos...  quem ouve a intensidade do seu grito sente em si a intensidade que ele sente, mas não imagina a intensidade da porção que não materializar. Há quem o tenha visto subir a montanha, uns olharam com compaixão, e imaginaram o quão ruim seria sofrer tanto por alguém que nem esta ali ao seu lado, outras tentaram lha dizer que pra elas nada disso seria necessário, nada alem de carinho... outros o apoiaram, o ajudaram a subir. Muitos riram, e como riram, ou por pena ou por soberba. Jamais alguém saberá e sentirá exatamente o que ele sentiu. As cicatrizes no corpo apenas marcam fisicamente algo já tão impregnado na alma... já não há lágrimas, não há mais. Já não há frio ou calor, já não há nada que seja tão belo, já não há nada que seja tão feio. talvez seja esse o o perigo de se viver em sonhos, e em sonhos construir seu porto seguro... o que é real deixa de ter muita graça...  alias nem sonhos me andam tendo muita graça.
Ele subiu ao ponto mais alto, não por ela, mas para enfim por fim em tudo, mas no momento em que decidiu se pela morte, o abismo sussurrou lhe palavras doces de esquecimento, a brisa fria percorreu lhe a espinha... aquele frio na barriga... era um sinal... Lembrou se dela, mas ela já o havia esquecido, e ele gritou seu amor... antes de cair sobre seus joelhos e em prantos agradecer ao mundo a nova chance... o abismo riu... a rocha cedeu.. aquele era o silencio que precedia o fim. abra o livro das mentiras e veja, não era ele, era você.  Você morreu, o amor morreu, não há palavras que salvem... abra o livro e veja, não era ela, era você, não ouviu o pranto, não ouviu-o chama la, você não soube amar, e não há palavras que a salve... abra o livro das mentiras e veja... somos nos, mas não cheguei ao topo da montanha... somos nos, e ainda assim você não escuta... feche o livro das mentiras...não é difícil fingir que tudo é apenas mais uma parábola se sentido de uma mente romântica e doentia. durma!"


Nossa! Havia um certo tempo que não escrevia texto no estilo livro das mentiras. Costumam parecer depressivos e exagerados, mas incorrem em um tipo de sentimento estranho e intenso... ok, nao sao os melhores, mas gosto de dramatizar um pouco. não que nada tenha me desanimado um pouco, porem nada no sentido do texto, talvez insonia, ou tempo nublado, ou como diria uma amiga " algo muito profundo no meu subconsciente" kkkkkkk

segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Devaneio de insonia de horario de verão.

Eu tinha algo importante pra postar aqui... um feliz aniversario pra dona Bia, mas deixei o texto bem guardadinho, um dia entrego em mãos. tenho uma historia fofa que me veio em mente ontem.

Eles estavam ali, mas era como sonho, que de tão perfeito era impalpavel.. a presença de um e de outro era palpavel.. nada alem disso.
ela fechou os olhos, a pouca luz fazia dela ainda mais meiga, ainda mais... linda... ansiedade, um misto de felicidade e decepçao, por vezes o real parece sonho e o sonho quase se torna real... quase...
same mistake...
-canta pra mim...
ela canta...
-mas canta olhando pra mim
ela olha meus olhos
-agora canta pra mim...
ela nao consegue...
ela desvia os olhos e canta
eles estavam ali ... como crianças sem saber o que fazer, com dilemas de mundo adulto, com a realidade surrando a cara e o peito... realidade de tão imperfeita bem palpavel...
acordei.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Feliz dia das crianças

Crianças fazem birra, mas ao menor sinal de carinho baixam a guarda e deixam pra la. Crianças querem tudo mas no fim se satisfazem com qualquer coisa, e se divertem com qualquer coisa... e como se divertem... Crianças falam com todo mundo, mas valorizam ao extremo a família e os amigos... crianças não são apenas inocentes, as vezes fingem que não entenderam mesmo. crianças mentem, com o intuito de se proteger, mas é da boca pra fora, a sinceridade esta latente nos olhos... crianças brigam entre si, normalmente por nada, e resolvem em poucos minutos com a mesma facilidade em que a briga começou... crianças dão carinho sem esperar nada em troca, amam e demonstram sinceramente, admiram com humildade, brincam como se não houvesse amanha. crianças Sabem sorrir mesmo quando caem... não te julgam pela cor da tua pele, ou por qualquer outra diferença, pelo contrario, os olhinhos brilham ao menor sinal de diferença... enfim... PRECISAMOS SER MAIS CRIANÇAS!
brincar mais, sonhar mais, acreditar mais... mudar de opinião, perder a vergonha... e por mais que o mundo seja duro demais com nos, adultos, que nada nem ninguém nos tire dos olhos o brilho sonhador e do rosto o sorriso infante... feliz dia das crianças.

obs: me desculpem a simplicidade do post, eu to feliz, e todo mundo sabe que Doug feliz não escreve kkkkkkkkkkk

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

errados

Existe quem é frio e se diz intenso e quem de ser intenso se diz frio, ambos estão errados. Existem pessoas que amam e não dizem, e as que dizem amar sem amar realmente... ambas estão estupidamente erradas... Existem aqueles que tem muitos sonhos e não costumam fazer muito pra realizar nenhum, e outras e se perdem tanto em projetos que mal sonham... ambas estão erradas... Tem as que escolhem rapido demais, as que nunca escolhem, as que preferem não lutar, as que lutam até quando não se faz nescessario... existem pessoas que amam tanto que desistem do amor na tentativa de fazer o outro feliz, e outras que sequer se deixam viver tal amor... e ambos ESTAMOS errados...

terça-feira, 4 de outubro de 2011

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Errar

Já tive o sonho de ser um vencedor, colecionar medalhas, orgulhos... Somos ensinados que se não somos vencedores somos consequentemente perdedores, perdi tanto que evito a disputa, assim em tese nunca perco... Mas nao errar pra mim é impossível.
Todos temos características fortes, que não devemos mudar por algo externo com o risco de estarmos nessa adaptação perdendo parte da nossa essencia, e uma das minhas mais fortes caracteristicas é ser intenso, em tudo, amor, amizade, sinceridade, respeito, carinho definitivamente não são apenas palavras fofinhas no meu vocabulario, e não seria tão problematico se as pessoas entendessem que jamais magoaria alguem com maldade.
tenho sempre a sensação de que meus erros, ainda que essencialmente iguais ao erros alheios, são mais graves e passíveis de julgamento e punição que o dos outros, e não é raro que, no momento que repreendo alguem por algo que realmente tenha me magoado, eu saia ainda mais magoado e com o carimbo de "o errado foi você", ainda que o meu unico erro tenha sido repreender um determinado erro.
Acho que nada no mundo me magoa mais que ver que alguem se recusa a simplesmente entender, e passo horas, dias tentando pensar em algo que me faça menos errado, que me faça ser entendido, que mostre que eu passo a maior parte da minha vida tentando agradar a todo mundo e simplesmente por isso não tenho tempo de cuidar de mim. Não é por me amar menos, é simplesmente pelo fato de que eu me importo, eu me preocupo, e me sinto no direito de cuidar de quem eu amo, e vejo como totalmente incoerente repudiar tal cuidado.
um post inteiro falando sobre erros e sobre mim, parece que tem algo errado... na verdade não, não ha nada substancialmente errado, nem certo, ha incertezas demais, todo mundo é incerto demais, todo mundo está preocupado demais com o que sente mas talvez um pouco menos com a forma que trata o que sente, isso sim é algo que normalmente me irrita, não sentir é algo que não existe e, a partir do momento que se sente algo, nada mais justo que pensar e agir de acordo com tal.
Ok, existem dilemas eticos, mas os mesmos não justificam atingir deliberadamente as pessoas que te cuidam, te fazem bem, e isso não deve soar como uma critica especifica a uma ou outra pessoa, mas ao mundo mesmo.
Ja repararam na mania que temos de tentar atingir as pessoas que amamos, e faze-las sofrerem as vezes como forma de protesto, ou auto preservaçao? e ja perceberam a enormidade deste erro?
certamente o simples fato de eu postar coisas assim fará com que algumas dezenas de pessoas me julguem errado, ou achem que eu estou em crise, carente, ou coisa do tipo... E palavras costumam sempre trazer essa sensaçao, mesmo quando apenas escritas, mas palavras já me deram o paraíso, e palavras ja me levaram ao inferno, e não me arrependo de nenhuma das duas situaçoes pois JAMAIS deixei de dizer algo por medo da reaçao, por medo do desfecho da historia. Quando lemos um livro, entramos no personagem, esperamos que o climax se resolva da forma como pensamos ser melhor, e sempre olhamos criticamente pensando que seria melhor assim, ou assado, mas o final não somos nós quem escolhemos, e na vida nem é diferente, não importa o quanto evite magoar alguem, não importa o quanto evite se magoar, não importa o quanto tente nunca errar, ng tem o controle da situação ( ainda que se iluda que sim).
Conclusão, ainda que te julguem mal, ainda que ninguem perceba o quanto se esforça todos os dias, sinta se no direito, no dever de FALAR, palavras guardadas são como cinto de segurança em carro de formula 1, alem de passar uma falsa segurança, acabam por te enforcar no final!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Que seja

"Que sejas livre pois do contrário se perde a essência, mas que eu seja entao teu porto seguro, ainda que inseguro e não a sua prisão, teu campo vasto e não o cabresto. que seja então em breve, ou não, mas que não seja uma entre outras opções e sim querer, e que não seja ruptura e sim renascer, que não te imponha um novo horizonte, mas que seja um novo elemento em teu horizonte, nem tão perto, nem tão distante... que não seja eterno para que não haja prazo ( por mais longo que seja).
Que não seja medo, nem coragem, nem dor nem ecstasy, nem bossa nem rock, mas que seja tudo isso, ou horas tudo, outras quase nada.
que enfim não importe o que seja, quando seja, como seja, que apenas seja, e que no fim assinda seja voce, e eu ainda o mesmo, e se nada for enfim que seja, e se a duvida persiste, não tema, SEJA!"
(Douglas Henrique  Miesterludi)

Ps. Feliz dia mundial da paz, ainda que os corações nao estejam em paz kkkkkk

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Olhos

Procurei aqueles que tiravam me o sono, e que me levavam à insanidade, busquei aqueles que continham o sol da manhã junto ao sorriso preguiçoso de segunda feira, procurei olhos negros e imprevisíveis como tempestade veraneia, procurei e procurei muito aqueles olhos de cigana, que me traziam paz, que me traziam conflito, que me traziam sorrisos e lagrimas, procurei bem perto, e procurei tambem bem longe, real e virtualmente... meus olhos ja choraram por muitos, e por vezes por muito pouco, ja foram insanos, já contiveram o sol das manhas, ja foram negros e imprevisiveis... só agora entendo que ao olhar meus olhos no espelho eu fui muito mais do que as pessoas foram pra mim... não falo de amor romantico, mas de qualquer importancia, não pela intenção do pra sempre, mas pelo valor do momento. Nas ultimas vezes que  não estive muito bem descobri que quem eu esperava que estivesse ao meu lado se virou, se fechou em seu própio mundinho. Claro que isto deveria trazer lagrimas pra mim, mas não... Sinceramente cada qual tem seu momento, e ninguem tem como dever ser autruista ou algo do genero... por outro lado, nada me deixa mais feliz que dois pares de olhos caramelos, os mais sinceros, os mais bondosos que descobri de onde talvez não esperava... E as unicas consequencias destes atos desmedidos foram que ganhei um amigo, na verdade um irmão, e reafirmei que algumas pessoas são realmente especiais... Não, não errei quando disse pares de olhos castanhos, tem mais um par, do qual não preciso falar, não ha quem não perceba que meus olhos procuram olhos com esse brilho, pessoas com o carater que ambos tem... hoje os olhos que procuram ja não são os que me causam ilusão, mas os que brilham sinceridade, amor, comprometimento, ate confusao as vezes... quero olhos verdadeiros, nada mais!

sábado, 17 de setembro de 2011

Dia miesterludiano da margarina de milho lorenense

Bom, Num sabado de sol, com otimo humor eu poderia postar sobre qualquer coisa, mas acho justo falar de uma pessoa que resume algumas caracteristicas que as pessoas que eu amo têm... conheço muitas "margarinas de milho" (camilas e outras milas) mas essa em especial é fofa, tem um coraçãozinho gigante, é engraçada, normalmente é inteligente mas se faz de burra, me faz rir muito, resumindo... me faz bem!
Falta um pouco de convivencia pra ter muitas historias engraçadas, mas tenho algumas situações, tipo o dia do " um abraço por um sorriso" ... quase compramos uma coleira pra mocinha não desaparecer forever, isso quando a gente não esquecia ela pra traz kkkkkkk
Enfim, essa margarina de milho é da mesma rede de fabricantes das fuinhas "Bessa" ... e demonstra ter todas as qualidades que o "BESSA" traz consigo. Parabens Camila, e pra todo mundo que comemora seu dia aniversariano por hoje!

ps1: ps1 parece playstation 1
ps2: eu tinha um play 2, sdd de jogar futebol nele, e god of war!!!
ps3: esse eu fico na vontade ¬¬
ps4: esse eh um p.s msm... SIM, é rarissimo ganhar um dia misterludiano, pode não ser grande coisa mas é uma forma de eu dizer que algo ou alguem realmente é importante pra mim de alguma forma!
ps5: Caso algum sinta ciumes, o que eu duvido, a Camila é uma garota muito especial, muito incrivel e todos aqueles elogios ali, mas é soh amiga, de verdade kkkkk

quinta-feira, 15 de setembro de 2011

a ação pela ação, e a ação pela reação... sobre amor.

Hoje poderia ser o dia do grito, imortal grito pelo amor e as tantas complicações que este traz... mas enfim.. não quero gritar poeticamente hoje, quero refletir uma coisa que me martela as vezes... alem do melhor e do pior, existem inúmeras possibilidades nem tão boas nem tão ruins, então por que sempre nos apegamos as piores ou melhores consequências para um ato, pq não se contentar com a reação que vier independente de qual seja... Nossas ações não deveriam ser baseadas nos desejos a serem conquistados ou  temendo o que pode acontecer de pior... a ação se justifica pela propria ação, não se compra um kinder ovo  na intenção de se encontrar o melhor brinquedo, como não se evita de comprar por medo de vir o pior brinquedo... se compra pq é chocolate e vem com um brinde, podendo ele ser legal ou não... Não se diz "eu te amo" esperando a ação do próximo, se diz eu te amo pelo eu te amo mesmo, é as vezes é tão bom dizer... Acho que eu deveria estar frustrado, ou decepcionado agora, as escolhas alheias não costumam me incluir efetivamente, mas por outro lado, em todos os momentos da minha vida, eu amei e verbalizei esse amor sempre, eu cuidei da forma que pude de quem amo, costumo fazer o melhor de mim apenas pra quem amo, isso as vezes nem me inclui, já fiz sacrifícios pela felicidade alheia, e ainda faço... mas meus atos continuam se justificando nos próprios atos, se me afasto me afasto pq me afasto, se eu amo, amo pq amo, se eu busco teu sorriso é pelo sorriso mesmo e não pra me tornar importante, se eu cuido é pelo cuidado e não pelo status de cuidador... acho até um ótimo conselho sobre mim e algumas pessoas, e eu deveria pensar mais nisso... costumo conhecer detalhes das pessoas que me agradam, e costumam ser vários, os olhares, as reações, as feições, os sorrisos, e também procuro buscar essas reações sim, afinal o ser humano é ambíguo, inrotulável... mas reconheça, amar é complicado, mas fica ainda mais complicado quando guardamos tudo ou pensamos apenas no proprio umbigo, ou ainda quando tentamos planejar tudo de acordo com a melhor ou pior consequencia...

obs: vc que sabe que eu te amo, é aquele esquema, talvez eu nao concorde com nada disso, talvez eu concorde com tudo, talvez só em partes... mas independente disso, sabe que fiz questao de falar de vc em varias partes, fique feliz com isso, sinal que eu te amo mesmo, vc merecendo ou não! kkkkk

domingo, 21 de agosto de 2011

e...

Eu tenho probleminha com dias nublados, ou talvez eu perceba muito mais os dias nublados quando estou com probleminhas...
Acho engraçado que isso que vou dizer nao parece sair de mim, eu me conheço, sei do que estou dizendo, mas poucas vezes na minha vida eu passei por situaçoes onde meu coraçao ficasse tao apertadinho, com tantas turbulencias internas e externas, e mesmo assim continuasse aqui, firme e forte, de pé...
é fato que estou de pé correndo atras do meu própio rabo, pois nao sei realmente o que fazer com relaçao a uma enormidade de coisas, nao só com a guria que eu amo, que anda sendo um pouco complicado por culpa minha, mas com relaçao aos meus projetos de banda, livro, faculdade... anda tudo bem parado.
Mas vai ficar tudo bem, tenho certeza, sempre fica, sempre aprendo muito, me machuco um pouco, porem desta vez aprendi a me curar sozinho, me cuidar, pra saber cuidar de alguem preciso saber me cuidar... enfim... só escrevi como desabafinho mesmo, desabafinho é engraçado neh, parece desmal halitozinho uhauhauhauhauha, enfim...

quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Primeira vez...

Escrevi sobre primeiras uma vez, mas não poderia deixar de escrever hoje novamente...
Bom, eu me recordo de muitos primeiros abraços, de muitas primeiras conversas, mas reparei que com algumas pessoas todos os momentos parecem ser unicos, e ja foram tantos primeiros abraços, tantos primeiros sorrisos, primeiros olhares, primeiros carinhos meio desengonçados, primeiros silencios mortais em meio as conversas, sabe aqueles que pedem um primeiro beijo?
- ele a olhou nos olhos e a indagou o pq de naquele momento ela nao estar tao envergonhada com esse "olho no olho", e ela me disse que não havia motivo, nao estavamos falando de nada constrangedor, pensei em algo que constrangesse... deixei meu olhar se perder no brilho dos dela, e disse eu te amo, nenhuma palavra que eu escreva aqui agora descreveria o que se passou nos segundos apos ter dito...
Ja tive uma primeira vez dessa, nem faz muito tempo... tantas primeiras vezes... tantas...

sexta-feira, 12 de agosto de 2011

...das Coisas...

Não se sabe ao certo de onde viemos, menos ainda sobre quem somos e pra onde vamos, não sabemos se primeiro veio o ovo ou a galinha, não sabemos da existência de vida fora da terra, tampouco vida apos a morte. Temos toda essa postura de que sabemos das coisas, que sabemos de tudo, não sabemos de nada, não sabemos coisa alguma, EU não sei coisa alguma... e se não sei, invento, e quando invento me frustro, mas deve ser assim pra todo mundo.
Raramente faço escolhas, e quando as faço raramente escolho bem, não reclamo isso pois passa a ser costume depois de um tempo, alem disso existe um vazio que parece impossível preencher e este sim me incomoda mais... Julgo respeitar o espaço de tudo e de todos, mas afinal, onde vou chegar com isso? costumo abrir mão do que eu quero pelo bem alheio, costumo viver e ser pela metade, costumo me fingir feliz demais, costumo esconder que dói demais tudo tão incerto... e o medo de esperar que o mundo me responda toda e qualquer questão sem obter sucesso estudo, questiono, julgo, defino, conceituo, crio hipóteses  pra quase tudo... mas ainda existe aquele vazio, incompreensível, radical, destruidor, que não me permite sonhar alem do que depende de mim apenas, que me faz refutar qualquer ideia de amor quando o medo chega, que me faz desistir e pensar ser melhor minha ausência a aceitar que as coisas não sao como eu quero que seja, pois não sei de coisa alguma...
Hoje recebi uma noticia que me deixou feliz demais, uma gravidez inesperada... como um pontinho de improbabilidade maravilhosa, um milagrezinho maior do que qualquer outro... improbabilidades assim me enchem de uma esperança burra de que provavelmente algo improvável pode ocorrer de um dia pro outro pra me ajudar a me manter feliz... mas sabe de uma coisa... as vezes o melhor é não saber mesmo das coisas...

obs: feliz niver pra cintia, atrasado pra minha mãe, feliz dia dos pais pros papais e que um dia eu seja um deles, e meu desejo mega sincero de uma gestação tranquila, saudável e maravilhosa pra gestante citada no texto

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

sonho bom...

Talvez o sorriso bobo, fácil, sempre estampado na cara, sempre pronto a contagiar quem seja, talvez o ar de menina, a inocencia, o medo que paira no ar... E não é aquele medo que dói e que não se quer sentir, é um medo de ansia, benevolente, um querer intenso sem saber se ao certo o que quer. Talvez não seja apenas pelo teor do sonho e sim pelo sonho em si ou pelo fato de ainda sonhar... Talvez nem seja  tão complicado quanto pareça, talvez nem confuso seja, talvez seja simples assim como um sonho bom...

segunda-feira, 25 de julho de 2011

dia do escritor

Acho que o dia de hoje merece uma pausa reflexiva, acho que o dia de hoje pra mim se assemelha, e muito, a uma outra data comemorativa que tivemos recentemente, quantos foram os amigos que nunca conheci, que me aconselharam, desvirtuaram, me fizeram chorar, sorrir, pensar, escolher... talvez quem me conheça pouco nao tenha ideia da importancia das "letras" na minha vida, dos livros, dos amigos personagens, minhas noites insones, minhas criaçoes mais amaveis... tenho inumeros escritores e livros prediletos mas esse ano acho que vou fazer merecida homenagem a alguns dos escritores, ou futuros profissionais escritores, que me influenciam com sorrisos, historias, muito alem do que escrevem...
um dos blogs que gosto muito eh o da emily http://opesodorelogio.blogspot.com/ , gosto pois seu alterego me traz de volta o palhaço do livro das mentiras, amargo, critico, melancolico... romantico... ainda mais romantico porem menos amargo é o blog da bia http://biaalopes.blogspot.com/ eu diria que eh doce como seu sorriso, mas soa tao triste quanto tb...
como repararam estou linkando blogs de pessoas que admiro sobretudo pelo que escrevem, mas tambem pela relaçao que estas tem na minha vida e obviamente na minha produçao, tem uma pessoa que esta na minha vida ha tanto tempo que nao saberia colocar soh como grande escritora, ou futura grande escritora, o blog da juliana http://desordrea.blogspot.com/ mostra parte do que ela representa como escritora pra mim, mas nao o quanto influenciou minha vida...
dentro dessa coisa de influenciar, tem a marianne http://anneluisebr.blogspot.com/ e http://anne-luka.blogspot.com/, visivelmente uma das pessoas que mais me influenciam no momento, uma amiga que considero muito, uma parceira em projetos utopicos e trabalhos da faculdade (foi um soh), meu anjo da guarda, e a pessoa que me faz rir e querer fazer todos rirem juntos...

enfim, o que eu quis dizer eh que os classicos sao meus amigos, os livros em geral, os personagens meus e dos outros, o mundo literario me faz sentir em casa, sou utopico, sou apaixonado, sou intenso ate demais, e se na minha vida tudo se torna livro, esses que citei e tantos mais como o fabio, a cintia, a outra bia,a patricia junto aos meus personagens mais queridos (pierre, rosa, leticia, o palhaço, sheila... o velho rabugento) sao minha razao de viver, e viver pra escrever..
feliz dia do escritor pra todos nos, e espero que tal homenagem de mais folego aos meus futuros colegas nas prateleiras de livrarias e bibliotecas...


sexta-feira, 22 de julho de 2011

No quarto

Os livros permanecem na estante, separados por lidos e não lidos, tudo bem que alguns dos lidos não foram realmente lidos, mas são chatos demais. O guarda roupas já não parece tão organizado, mas ela fez questão de separar as roupas que gosta mais, as mais especiais, e aquelas que se usa apenas em casa... logo em baixo as gavetas, a das meias é todinha organizada por cores e tamanho, ao lado a de roupas intimas não é nadinha organizada, mas é proposital já que por baixo delas tem uma caixinha pequena com algumas lembranças de alguém especial... na parece rabiscado seu poema favorito, posteres de pessoas que ela fingia ser quando na havia ninguém olhando, um mural de fotos de momentos inesquecíveis, mas que a fazia pensar na necessidade dessas fotos, já que os momentos são inesquecíveis, se é que são... e os ouvidos, talvez os ouvidos das paredes sejam os únicos que a ouçam chorar todas as noites, ela tem treze anos e já tem que sofrer as neuroses impostas pelo mundo moderno...
no computador sempre online, sua janela para o mundo, Facebook, msn, tudo que sua vida social precisa, o blog anonimo onde fala pra todo mundo o que não se encoraja em dizer pra um alguém, na esperança que esse alguém leia... e ele lê também anonimamente.
 com olhos marejados e maturidade anormal, Sheila rabisca em seu diário antes de joga-lo dentro da gaveta de roupas intimas.
" o que faz da vida algo útil senão o que fazemos por amar alguém, tantos sacrifícios, insonias, lágrimas, tenho treze anos, não é justo ter que decidir coisas, ser bonita, social, popular, me preocupar com o que tah na moda, com as matérias da escola, eu só quero brincar de boneca, de faz de conta, de final feliz, queria que meu príncipe não fosse um ogro como os garotos que conheço, queria não me preocupar com o sangue que me sai de partes estranhas, ou em raspar pelos de lugares onde não tinham, não quero me preocupar se meu peito é grande ou pequeno, e pior, ter minha popularidade baseada no quanto meu corpo desenvolveu, e com tudo isso ainda tenho que ser tachada de infantil? de mimada? quero um cigarro (mas não sei fumar)..."
a criatividade se esvai junto as lágrimas, pensar em fumar traz uma sensação estranha de liberdade, de poder, o que traz um frio, e um calor, e um frio, e uma carência... ela se acaricia, se descobre, se onaniza... e dorme... sem sonhos ou pesadelos, e sem um boa noite na rede social... alguém realmente se importa?
(do livro ainda sem nome e sem terminar de d.h.miesterludi)

quarta-feira, 20 de julho de 2011

aos amigos.

Eu queria realmente fazer uma homenagem nominal a todos meus amigos, mas acho que nao são muitos os presentes e seria uma grande injustiça com os nao presentes não os citar, sendo assim, se VOCÊ já me fez sorrir, ou me fez chorar, se já te pedi conselhos ou te dei conselhos, se ja escrevi pra vc ou pedi pra me escrever, e olha que tem pessoas que ja me escreveram muito, se bebemos juntos, ou sentamos na mesma mesa pra comer, talvez eu esteja falando de vc quando falo de amigos, mas se um dia, ao menos uma vez olhei teus olhos e sorri, tenha certeza que o que eu quis dizer naquele momento é exatamente o que vou dizer agora:
eu te amo amigo(a) independente do que aconteça nao terá graça nenhuma se nao compartilhar meu mal humor com vc, ou passar horas tentando te fazer sorrir...

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Creep (Radiohead)



When you were here before
Couldn't look you in the eye
You're just like an angel
Your skin makes me cry
You float like a feather
In a beautiful world
I wish I was special
So fucking special
But I'm a creep
I'm a weirdo
What the hell am I doing here?
I don't belong here

I don't care if it hurts
I wanna have control
I wanna a perfect body
I wanna a perfect soul
I want you to notice
When I'm not around
You're so fucking special
I wish I was special
But I'm a creep
I'm a weirdo
What the hell am I doing here?
I don't belong here.

She's running out again
She's running out
She run, run, run, run
Run

Whatever makes you happy
Whatever you want
So very special
I wish I was special
But I'm a creep
I'm a weirdo
What the hell am I doing here?
I don't belong here
I don't belong me

Não apenas estou ouvindo essa musica incessantemente ha horas, dias... como nunca encontrei algo que descreva tão bem o como me sinto...(doug miesterludi)

quinta-feira, 14 de julho de 2011

Amor Omnia Vincit

O amor é uma espécie de preconceito. A gente ama o que precisa, ama o que faz sentir bem, ama o que é conveniente. Como pode dizer que ama uma pessoa quando há dez mil outras no mundo que você amaria mais se conhecesse? Mas a gente nunca conhece.( Henry Charles Bukowski)

Feitos um para o outro, como papel e caneta... mas  e se fosse papel e lápis, ou papiro e pena?
E ela acordou naquela manhã revolta, e pensou no quão anormal e antiromantico é uma tempestade logo cedo, sem o brilho do sol pela janela, sem aquela sensação morna e calma...
-O sol, o tempo, o amor... todos masculinos, talvez pra evitar a TPM... Pensou.
As chances de se deprimir quando esta frio, ou chuvoso são enormes, mas ainda não são maiores do que se atribuir tal repentina tristeza a um amor, correspondido ou não... Pra uma garota qualquer, de uma cidade qualquer não seria diferente... por que então eu escreveria sobre ela...
Se levanta, escolhe a roupa que mais gosta, toma um banho antes do café preto e torradas, nunca havia tomado café preto nem de qualquer outra cor... assim pensou e sorriu, esse mesmo sorriso que encanta o garoto do outro lado da rua quando a vê sair, do mesmo brilham os olhos que tanto atraem a outra garota sentada no ponto de ônibus  que por sua vez faz uma feição tao meiga quando se envergonha que faz rir aquele rapaz que passa todos os dias de bicicleta só pra vê-la e ele fala baixinho " quem sabe um dia trago flores e canto um poema qualquer"... esse romantismo é tudo que aquela mulher do carrinho de pipocas esperava de alguém, mas o cara que vende balões gosta do garoto do jornal... e o garoto do jornal ontem roubou um beijo da menina da livraria, aquela mesma que namora o rapaz do balcão da farmácia, mas ele nem sabe disso, e se soubesse talvez olhasse pra nossa garota que acordou de manha e botou um sorriso no rosto  só pra fazer ele feliz...

Os amores são tantos, as possibilidades infinitas, mas somos tao egoístas, sempre esperando o romance de novela com a garota mais linda da cidade, com frases de poemas e fotos de porta retratos... mal percebemos que complicamos tudo, nos habituamos tanto com o que temos que perdemos o prazer quase infantil de amar por amar, de descobrir pra ver se gosta...
Enfim, amor não é só o sentimento fofo, amor é construção diária, e no fim, o amor sempre vence, mas nem por isso todos seremos felizes para sempre. (doug miesterludi)

segunda-feira, 11 de julho de 2011

Tempestade I

Ela era fria, ao menos parecia, e incalculáveis eram seus sonhos, mas não sabia onde as escolhas levariam, nem o que era opção até o momento, tudo lhe parecia tão logicamente confortavel que melhor seria se manter sem riscos...
ate o dia em que o fim postou se proximo, o mundo em caos se fez finito, e sua finitude pareceu maior que antes, pudera... nem era o mundo, era o seu mundo, o seu mundinho, cheio de cores, cheio de risos, cheio de flores, e de balões, cheio de fotos dos bons momentos... a tempestade cinza, e negra, e branca, e fria, ha tanto iminente, mas nunca havia se feito perceber com tanta força, descomunal força de quem vem pra destruir o que houver a fronte...
Havia o garoto sob o sol, e que sonhava com a garota ainda sem face, e imaginava o morno sol poente a amorenar a face e os olhos acastanhados, os cabelos como ondas alaranjadas pelo sol, olhar reticente, sonhador, e aquele sorriso que brilha os olhos, apesar dos detalhes, a face mal lhe fazia diferença... ainda que a fase de garoto lhe seja apenas lembrança, é ela que lhe faz sentir na tempestade cinza o lado bom, a força, as cores formadas pelos raios que cortam com violência o céu...
não é a historia de amor de um garoto e uma garota, mas a historia de todas as coisas, e do fim de todas elas, e da forma como se vê cada uma delas, é certo que não ha construção sem reconstrução...
Eis que veio a tempestade, e o antes garoto agora nem tanto pôs se a frente, peito aberto, corpo fechado, nada haveria de lhe ferir se estava a proteger algo alem do real, era o amor, era a amada, eram seus sonhos infantes, mas ficou ali prostrado, admirado com o poder da natureza ao enfrenta-lo também de peito aberto, e fúria impar, e protegendo o que lhe era de direito, e ela a garota, baixou a cabeça, depois a ergueu, e sentiu o vento em sua face, e abrindo os olhos pode ver, que as cores nao se ausentavam, a cada relampejo elas se faziam mais vivas... e deu graças, e com carinho singular segurou as mãos daquele que tentava a proteger, e com um osculo, e um sorriso, se entregou a tempestade de corpo e alma... o mesmo o garoto fez... e o que vem a ser contado alem disso apenas se supõe...

domingo, 10 de julho de 2011

sinto falta

Não sei muito por onde começar este post, e este é um sintoma de post "pessoal".  Depois de mais um dia todo mofando em casa, percebi que, apesar de eu não me importar tanto assim agora com toda essa comodidade. no fundo, muita coisa anda me fazendo falta... e por mais incrivel que pareça, não sao pessoas, mas o que elas me fazem sentir ou fizeram... a liberdade pra sonhar o impossível com a mila, a liberdade de poder ser e fazer o que for sem ser estranho com a mel, o sonho de familia e amigos felizes com a cintia, o companheirismo e a calma com a alexandra... Não acho mesmo que devo dividir minha vida desta forma (pessoas com quem me relacionei amorosamente) mas cada pessoa que passa em minha vida traz muitas coisas, musicas, filmes, momentos bons, ruins, sorrisos, lagrimas...
hoje sinto falta nao das pessoas que citei, nem outras, sinto falta de nao estar tao alheio a vida de todo mundo, meu espaço como "amor" ou como "amigo" nao deveriam ser os mesmos. Do nada percebi que tudo aquilo que eu sempre sonhava ao menos existe, de grupos de amigos sorridentes no parque, ou coisas  do tipo.
Eu sei que ta bem confuso isso, mas eu poderia resumir como "queria tanto ser feliz de verdade outra vez", ter amigos que se importam, ter pessoas realmente boas (plural...), e sei que nem sou tão chato assim.
Enfim... não tem nada mais incomodo que ver fotos dos meus amigos sorridentes em momentos que se recusam a dividir comigo num dia, e o msm amigo me pedindo conselhos amorosos no outro... ^^

sexta-feira, 8 de julho de 2011

Rotulos parte 1


Bom, que o ser humano é um ser social e isso nos motiva para as mais diferentes técnicas de socialização acredito que que seja indiscutível, então partirei desta prerrogativa para organizar minhas ideias acerca do post da Anne, que pode ser visto no blog da Anne, chamado coisas da Anne, kkkkkkkkkkkkkk ( a repetição gera fixação, visitem o blog da anne, você esta hipnotizado, visitem o blog da anne...).
começarei tentando entender se "rotular se como inrotulável e avesso as rotulações não seria também uma forma de rotular?
A sociedade refuta algumas coisas que são propias a vida em sociedade tais como conceito prévio e rotulação de pessoas e coisas, mas ate que ponto tal refutação é justificável, que ser humano consegue viver em sociedade sem utilizar-se de preconceito por exemplo para se proteger de um potencial perigo vindo de uma determinada pessoa?
existe também o preconceito BURRO que julga com conceitos previamente debatidos e refutados tanto cientificamente, quanto filosoficamente como o caso das diferenciações por raça, ou por opção sexual, estes não são criminosos simplesmente por agirem com julgamento prévio ( isso como vimos é mais comum a humanidade que pensamos) mas, sobretudo, por julgarem usando recursos ou elementos argumentativos incoerentes, improváveis, e frutos de teorias não aceitas.
voltamos ao julgamento prévio que fazemos normalmente por instinto, quando vemos ao longe uma pessoa pequena, o que pensamos? "é uma criança" e quando chegamos perto e vemos que eh na verdade um adulto muito abaixo da estatura comum, o que pensamos ? "é um anão" ... Se necessário mais um exemplo qual a primeira sentença que lhe vem a cabeça quando um “garotO” de longos cabelos, vestimentas pretas em pleno sol e com figuras de caveiras metalizadas nos acessórios passa ao teu lado na calçada? me diria então que nada pensas?
continuo minha tese anti fuinha inrotulavel amanha, ou hoje de noite.


segunda-feira, 4 de julho de 2011

Dia miesterludiano das mudanças

Opa, hoje é dia da independencia dos EUA mas a data é ainda mais conhecida porrrrrrr... ser o dia miesterludiano das mudanças (uhuuuuuuuul) E pra comemorar resolvi fazer uma lista com as primeiras mudanças a se fazer (pra mim), e foi um grade passo me organizar a ponto de fazer uma lista, sendo assim, antes de estranhar qualquer coisa que eu faça ou digaaa, é bom conferir a listinha abaixo:


-Desfazer laços desnessessarios (ja comecei)
-construir laços mais fortes com quem sobrar (em breve)
-controlar minha postura e meus pessimos habitos (em breve)
-definir meus principios (ahhhhn em breve)
-definir minhas prioridades ( ja estava fazendo antes)
-comprar um peixe novo ( so esperando passar o frio)
-evitar novos conflitos ( esse eh dificil)
-esquecer o que for pra esquecer (quase impossivel)
-por na lista o que for pra lembrar (feito)
-lembrar de lembrar da lista (feito)

tenho certeza que faltaram muitas coisas, mas eh que deixei pro dia miesterludiano das GRANDES mudanças
enfim... é isso, e Just Smile Today!!!!!!!

domingo, 3 de julho de 2011

humor normal hj!

Bom...não á fácil pra mim manter me equilibrado, isso nao soa como novidade, mas me vejo mudando tanto durante esses ultimos meses que provavelmente devo rever minhas caracteristicas e perceber se elas realmente ainda me pertencem.
acho que esse post é bem menos intenso e irado que o ultimo, mas naquele dia eu realmente precisava gritar, e esse blog fora um dia feito pra isso (grito poético, ahn!).
ontem criei um personagem novo, o do velho rabugento que mantem algumas listas de coisas... vou começar a postar as listas em breve, bem como o calendario de chavecos segundo os dias da semana, e ainda meus projetos ou trabalhos que ainda nao mostrei no blog, minhas musicas, o just smile today, enfim, parar de chorar essas baboseiras pessoais sentimentais emotivas por aqui... uhauhauhauha
eh isso.

terça-feira, 28 de junho de 2011

Acho mesmo que felicidade nunca combinou bem comigo, talvez eu não precise realmente do livro das mentiras novamente, não preciso mudar meus hábitos, não preciso me adequar a nada que não se adequar a mim, não preciso de amor nenhum, não preciso que me digam quando e por que sorris, eu não quero sorrir, não quero fingir mais, não quero lutar por algo que não é meu, não quero postar uma merda de texto neste blog só porque alguém vai ler, não quero que ninguém sinta tristeza ou se compadeça de mim, quero que se exploda, que o mundo se exploda... Cansei ok!
Que bom seria se fosse simples como literatura, sofrer e dizer que sofre... que bom seria se fosse como fotos de amigos felizes sorrindo, que bom seria um mundo perfeito... que bom seria viver uma vida que não a minha....
Não é humano lutar a vida toda por nada... por algo que ao menos existe....
esqueci de citar que cansei de inventar desculpas mirabolantes para estar triste ou mal humorado... é dor de cotovelo mesmo, amor nao correspondido, problema com qlqr coisa normal como todo mundo...

ps: Não to depressivo ok! pense nisso como literatura kkkkkkkkkkkkkkkk

domingo, 26 de junho de 2011

Quando...

Quando se aprende a levar a serio sem perder o sorriso, que o dialogo é sempre o melhor caminho, que a sinceridade dói realmente mas nada é seguro sem ela e nada faz sentido se não é seguro, que tem coisas que relutamos em fazer esperando que se tornem mais fáceis com o tempo mas na verdade se tonam mais e mais difíceis  e elas voltam sempre a incomodar, que o amor é eterno mas, a paixão não pode esperar, que quando viramos as costas eu fechamos as portas, aquilo se fecha pra nós também.
Quando se aprende o real valor de um sorriso, e o valor ainda maior de se fazer sorrir alguém que se ama tanto, e a força invisível de alguns atos, e que podemos fazer tudo, ou nada, pra algumas pessoas tanto faz, e pra algumas, perfeição demais atrapalha, então tudo a se fazer é buscar o bom e o correto e torcer pra ficar tudo bem... quando se aprende que nunca se deixa de aprender, é exatamente quando começamos a aprender a viver.

ps1: alguns eventos me fizeram bem durante a semana, mas ainda assim justifico minha ausência por aqui por falta de humor agradável kkkkkkk

ps2: realmente preciso agradecer uma pessoa em especial por existir na minha vida, independente de qlqr coisa você me faz muito feliz, obrigado por estar em minha vida me fazendo sorrir sempre ^^ ( não, não vou citar nome kkkkkkkk)

JST!

segunda-feira, 13 de junho de 2011

Assim espero...

Que não seja bela a ponto de esta beleza parecer a unica coisa que importe, mas aos meus olhos seras a mais bela, e que não sejas louca de rasgar dinheiro mas que me faça rasgar princípios, que não sejas obvia mas não me deixe duvidas, que não me diga o que fazer mas segure minhas mãos e me guie contigo e ao meu lado, que não me faça feliz pra sempre, mas que esteja comigo sempre, que não seja minha mas que possa comigo ser irma, amiga, mulher e experimentar todos os amores que inventaram, que não seja um mar de rosas mas que a gente possa ver o mar, e ainda que sincera sempre, me surpreenda... e que conte comigo mesmo sem saber se posso ajudar, e cante comigo sem saber a letra, e que me cuide como cuido de ti, e que não faça planos pois construir tudo a cada dia torna tudo mais real... e que saiba que o que espero de ti é exatamente o que tens de mim, e se não puder, a gente negocia quem vai cozinhar e lavar a louça...
que bom olhar na janela e ver que tudo é tao real...

sexta-feira, 10 de junho de 2011

...Ainda sobre amor...

Bom! Ainda sobre amor, existe no mundo sensação melhor que a primeira vez que a pessoa que você ama declara amor a você? Claro que todas as vezes são importantes mas, sou uma pessoa que valoriza muito as primeiras vezes de qualquer coisa, primeiro beijo, primeiro olhar, primeiro porre, primeira risada, primeiras palavras, primeiro frio na barriga...
Admito que não há amor a primeira vista pois amar envolve conhecer, defeitos e qualidades, vícios e virtudes e ama los igualmente pois os mesmos diferenciam a pessoa mais especial do mundo pra você de todas as outras, mas os primeiros momentos, dias, meses são talvez os mais meigos, fofos e intensos. Ainda que nesse momento ainda não seja propriamente um “amor”, um “eu te amo” mostra que o elemento fundamental para um amor já existe, tipo a faisca do isqueiro, ela ainda não é necessariamente fogo, mas sem ela o fogo não vai acender...
Acho valido lembrar que nem tudo que eu escrevo tem a ver comigo, isso para o caso de algum abelhudo  desavisado tentar fazer ligações entre minha vida e meu escrito aqui. Kkkk, mas também acho valido lembrar que sempre há a possibilidade de o que eu escrevo ter muito a ver comigo, mas isso (só quem deve vai saber) só o tempo dirá.
Finalmente, só por curiosidade, quem foi o puto que colocou o dia dos namorados no periodo mais frio do ano? Nunca ficou solteiro né? SEU MARDITO (homenagem ao tiu André)

domingo, 5 de junho de 2011

Sobre amor...

Existem incansáveis tentativas de se definir a palavra e/ou o sentimento e são todas interessantes mas, nem todas pensam que amor não é um conto de fadas fofinho, mas tem como ser fofinho ainda assim.
Hoje entre conversas e pensamentos meus tive um insight bom, não fenomenal, mas me fez entender um pouco mais sobre essa coisinha ai. A necessidade de ter pra si não raramente faz a gente se esquecer o fundamento básico de amar... Cuidar. Ter pra si até facilita, mas não ter não é motivo pra deixar pra lá e esquecer, as vezes temos a chance de fazer feliz tantas pessoas importantes ao mesmo tempo, e pq não lutar por isso, ao invés de brigar pelo troco errado no caixa, pelo ônibus lotado ( confira se tem uma borboleta de origami nesse ônibus , se sim sorria ao invés de destruir ela...), pela falta de "coisas", pq não agradecer a manha que se pode acordar mais tarde, as pessoas que te fazem sentir mais vivo(a), devolver pra lua o sorriso que ela te deu, rir de tudo que se tem vontade... E pq não pensar que tudo a sua volta merece amor simplesmente por fazer de vc quem é. Admito que dói quando alguem resolve partir ou prefere outro alguem a estar contigo, mas é inevitável, amar dói, cansa, é realmente um campo de batalha, mas como diz aquela musica, pelo que mais vale a pena se lutar? ou não... kkkkkk

quarta-feira, 1 de junho de 2011

E o outro...

e ele outro, nao frustrou se, nao cansou se, nao sentia, nao percebeu nada, e obviamente nada fez... ainda que algo pudesse...

E ele...

de frustrar se cansou mas nada fez, a nao ser acordar mal, naqueles dias frios onde o sol preguiçoso parece nao querer se levantar tambem... e ninguem percebeu que o sorriso a tempos era falso, que que ao encarar raramente nos olhos o olhar nao soh carente é triste, e que talvez nada mais possa mudar essa tristeza cronica... nao  importa se o palhaço faz sorrir estando triste, é pago pra isso, e quem faz isso sem nada em troca, nem um carinho... e ele encontrou borboletas de origami num onibus, a intençao era pagar com um sorriso, mas uma lagrima insistiu em sair...

terça-feira, 31 de maio de 2011

nunca...

Nunca diga não pra mim
eu não vou poder trabalhar, conversar, descansar sem o teu sim
seja sempre assim
por favor me dê um sinal
um cartão postal, um aval dizendo assim
'não, não é o fim, dure o tempo que você gostar de mim
entre o não e o sim, só me deixe quando o lado bom for menor do que o ruim'
Nunca se esconda assim
eu não vou saber te falar, te explicar que eu também me assusto muito
você nunca vê que eu sou só um menino destes tais
que pensam demais
logo mais, vou correr atrás de ti.
'não, não é o fim, dure o tempo que você gostar de mim
entre o não e o sim, só me deixe quando o lado bom for menor do que o ruim'
a banda mais bonita da cidade-nunca

me emociona muito... amei essa musica!

sexta-feira, 27 de maio de 2011

E ela...

E de frustrar-se, cansou... e ninguem percebeu que nao eram flores que ela queria, nem caixas, nem momentos... ela queria o que qualqer um quer mas poucos tem... um amor pra ser feliz e nao pra fazer se triste, um coraçao pra cuidar mas que saiba cuidar tb, um carinho pra fazer sorrir, mas pra secar as lagrimas caso haja... nao ha palhaço no mundo que nao se canse de fazer sorrir enquanto chora o coraçao... e ela, de frustrar se, cansou, mas nada fez senao chorar calada, sem algum que carinhosamente secasse tuas lagrimas pra lhe fazer sorrir.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

SECOND LIFE: A TERRA PROMETIDA OU ESQUIZOFRENIA COLETIVA?

Antes de qualquer coisa, esse texto foi publicado ha alguns anos por mim no blog (de) cadenzza, o qual deixarei um link no final pois rolou um debate interessante nos comentarios...

"
Há quem diga que o mundo virtual é a evolução humana, e que a tecnologia atual supera o desenvolvimento causado pela nossa amada revolução industrial. Penso que essa droga, e digo droga no sentido literal, não passa de doença mascarada, escapismo permissivo, droga, eu digo droga!

Peguei-me hoje mesmo debatendo ferozmente com uma amiga universitária de administração, sobre um projeto chamado “second life”. A princípio não chegamos a conclusão alguma sobre o que seria esse tal, me prendi a idéia de que fosse um jogo, justificando, pois, que tal projeto tem como fundamento um crescimento pessoal (ainda que virtual), sobretudo financeiro, em troca o que se ganha é a possibilidade de se fazer tudo aquilo que se quer fazer nesse mundo real e não se pode (flertar com belas garotas, voar, ter dinheiro), ou seja, há o fundamento de ganha e perda, princípios fundamentais ao jogo. Obviamente minha amiga descordou dizendo que é muito mais que isso, são possibilidades ilimitadas, uma plataforma que se aproxima das de jogos, mas com finalidade de relacionamento entre outras coisas que realmente me persuadiram.

Tenho essa estranha mania de analisar tudo, confesso que isso não é legal, mas o fato é que no século XVIII os Românticos se utilizaram de uma ferramenta muito próxima para efetuar a fuga de uma realidade tão amarga, o nome dessa ferramenta era ópio. Voltando um pouco na história, nossas grandes civilizações, sobretudo a grega, apostou no escapismo através do conhecimento, tudo questionar, tudo explicar, tudo teorizar, nada em vão, mas nenhum conhecimento foi suficiente para suprir essa esfomeada angustia humana.

O inicio da humanidade tem varias versões, e eu sempre opto por tentar unir todas, execrando suas inconsistências, improbabilidades e subversões. Podemos dizer que o mundo teve um inicio, não sabemos ao certo como, mas o homem de alguma forma evoluiu cognitivamente. O fato de adquirir conhecimento seja através do fruto da sabedoria do éden, seja através de evolução seletiva, iluminou a consciência humana para a efemeridade das coisas, e o homem enfim se deu conta de que o tempo não passa, nos sim passamos (ouvi isso em algum lugar), e como é angustiante para nós, imperadores desse mundo, podermos controlar tudo, menos a nos mesmos. Assim criamos deus. Não digo que este não exista, aliás, a partir do momento que algo e substantivado e devidamente nomeado, passa a fazer parte do mundo das coisas, ou seja, existe, mas reformamos e deformamos esse deus a mercê de nossas necessidades com o passar dos anos, e criamos logo vários um para cada angustia, um para cada desejo, mas os desejos sao infinitos, insaciaveis, e deus fora sim e é uma forma de escapismo, tanto quanto ópio, tanto quanto o subjugado conhecimento.Mas afinal, quem precisa de deus se criamos o second life? Qual a necessidade de um mundo virtual se criamos um deus?"

http://decadenzza.blogspot.com/2008/09/second-life-terra-prometida-ou.html

domingo, 22 de maio de 2011

perguntinhas ineditas

Tenho vontade de filosofar por linhas aqui, mas hoje sou todo ouvidos... me diz, qual teu proposito de vida, me diz de onde viemos, pra onde vamos e ate quando ficaremos perdidos... qual o sentido da vida? e qual o sentido contrario a tudo isso, quem é seu Deus? o que seria um Deus na sua percepçao? por que eh tao dificil responder coisas realmente substanciais, e pq vc insiste em pensar ser superior e unico(a) ainda que tenha tantas perguntas quanto eu?
o mundo ao menos acabou, nao o teu, e o que dizer do meu... talvez jah estivesse acabado ha tempos...

sábado, 21 de maio de 2011

the end of the world

da mesma forma que me vem se apaga
esse sorriso raro, mas fica o brilho
nos olhos, mas dessa vez sao lagrimas
na ansia de explodir junto ao grito

me disseram que hj eh o fim do mundo
tive medo, de querer dizer fiquei mudo
nao apenas pra rimar, pois nao ligo
mas por pensar agora em tudo

se devo chorar, tanto ja chorei
se devo sorrir, me de um motivo
se devo orar, me diga como
se devo perder, nada tenho
se devo viver por alguem
eu ja vivo por todos sem que nunca
alguem sinta que deva viver por mim
devo entao amar? e nao amo ja demais?
e desse amor o que terei...

me disseram que o mundo acaba hj
mas nao sei que roupa vestir
sera que uso branco pra morrer
ou uma camisa de banda pra morrer de rir
sera que vou mesmo morrer antes de morrer
de amores por vc... alias, sera mesmo
que vou morrer, sem nunca ter vc?
nao mais pensar nao me faz tao bem...
mas voltar a pensar me faz pior.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

como vc

Não mais pensar nem faz feliz
feliz me faz saber que nem
ao menos pude imaginar
um dia algo como você

que faz das rimas desnecessárias
e me faz rir da tua risada
e em seguida me olha os olhos
e se esconde novamente

que me faz querer te bem
mais ainda que me quero bem
e me faz querer me bem
só pra um dia te fazer bem

e de tocar te sou feliz
como não haveria de ser
se não houvesse em minha vida
algo assim... como você

Miesterludi

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Dialética


É claro que a vida é boa 
E a alegria, a única indizível emoção 
É claro que te acho linda 
Em ti bendigo o amor das coisas simples 
É claro que te amo 
E tenho tudo para ser feliz 
Mas acontece que eu sou triste...


do mestre Vinicius de Moraes

segunda-feira, 9 de maio de 2011

sem assunto

Uhm... eu comecei esse post uma serie de vezes, fiz ele poetico, fiz ele engraçado, vou tentar de forma direta.
nao, eu nao sou paranoico eu soh tenho mania de ligar as coisas de forma a entender melhor as situaçoes, gosto de saber onde piso. nao, eu nao sou mal humorado, se sempre sou com vc deve ser pq vc nao tentou conquistar meu sorriso.
por falar em conquistar, algo que acho impressionante é que, pouquissimos se esforçam pra me conhecer de verdade, muitissimos acham que me conhecem o suficiente pra me julgar ou qualificar, rarissimas pessoas me conhecem a fundo, sabem minhas angustias, conhecem minha risada de verdade, meu carinho, passam ate a entender minhas piadinhas e meu jeito ogro de tentar ser carinhoso sempre, poucos sabem o quanto me preocupo com quem amo, e cuido ao extremo... e ainda assim... esses poucos teimam em sair da minha vida... cruel hein kkkkk

quinta-feira, 5 de maio de 2011

FRIO II

Algumas pessoas, alguns fatos, pessoas novas, situações repetidas, pessoas recorrentes e situações novas, nada como o tempo e um carinho sincero para curar as piores feridinhas neh!!!
Normalmente esperamos que as coisas sejam boas demais, ou ruins demais, projetamos exatamente o contrario do que elas realmente acabam sendo, esperava mais um inverno de lagrimas e bla bla bla, como escrevia ha anos no livro das mentiras,  mas o que tenho na realidade é algo que não pude enxergar cegado pela frustração, as melhores coisas e pessoas se "negaram" a sair da minha vida, amigos antigos voltaram, amigos novos me conquistaram, desafios novos me deram algo a mais pra pensar ( ai !!! o cigarro, juro que vou parar dessa vez ), novas musicas desta vez compostas por mim e ng mais, e o melhor, a certeza de que quando se manem os pés no chão, o controle é totalmente seu, ninguém vai me levar ou trazer, ninguém vai tirar de mim nada alem do que eu me desprender para tal, minha essência continua minha, e com ela posso muito bem construir e desconstruir novamente, e novamente, sempre... ok! isso tudo tem cara de auto ajuda, daqui a pouco começo a comer comida de fuinha e falar em princípios...
na verdade escrevi esse post aqui  pra deixar claro para as pessoas que leem e sabem que nos ultimos tempos me fizeram crescer muito, me apoiaram msm no meu pior humor, que eu amo, se ja amor fraterno ou amor romantico, apenas amo. E citando outra pessoa importante pra mim... a partir de agora " cada um vai ter o douglas que merece"...  good look pessoinhas!!!

that's all folks