quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

Revisando minhas lições

Alguns dias nascem casmurros, as pessoas acordam casmurras, esse escritor que vos fala acorda casmurrinho principalmente quando dorme pouco, mas o fato é que na maioria das vezes isso não passa de opção, e alias, pior opção.
passamos a vida aprendendo grandes lições e acho justo dividir com quem me lê as ultimas aprendizagens deste palhaço aqui...
Primeira lição do ano: SORRIR, não apenas pra dividir a própria felicidade com os outros, mas pelo fato de que a sensação de felicidade depende diretamente da sensação de conforto, de acolhimento, de segurança, e essa coisa toda é reciproca, e interdependente.. se você faz a sua parte de sorrir, provavelmente até o pior dos  casmurrentos vai rir junto, e se sentir seguro, e se sentir confortável, e o ambiente em si se torna amistoso, o suficiente pra te deixar sorrir sem a culpa de ser forçado, pois assim o deixa de ser.
Segunda lição: amor exige cuidado, manutenção, e principalmente, amor não cobra promessa, não é unilateral, não tem pressa, é feio, muito feio amar e simplesmente justificar com um "eu te amo, preciso de você comigo" ... na verdade o que ocorre quando a gente ama é uma necessidade enorme de cuidar, de fazer bem, mas admitindo que faríamos "tudo" pelo bem da pessoa e que beijar na boca não é necessariamente cuidar ( e sim faz parte de uma gama de carinhos que completam de forma fofinha o relacionamento), priorizar as coisas pode fazer enorme diferença, se eu amo, eu cuido, se eu desejo, apenas beijo...
terceira lição: essa é bem curta, não preciso ser casmurrento pra conseguir atenção, alias, as vezes é um esforço sobre humanos ser casmurrento quando se quer estar se divertindo e fazendo palhaçada... kkkkk
quarta lição: uma realidade ruim é mutável, ainda que dolorosamente, ainda é mais produtivo aplicar a mudança e sofrer um pouco que manter e alongar um sofrimento maior. Mudar o que te incomoda em mesmo, o que causa atrito com as pessoas que estão mais próximas, mudar o ambiente, o movimento das coisas a sua volta, alias, o humor das coisas a sua volta também, é mil vezes mais fácil que ficar maldizendo tudo e todos.
quinta lição: existem pessoas muito especiais, muito mesmo, cuide delas pra elas poderem fazer o mundo melhor, nestas incluo o senhor Fabio, a Anne, a Lu Bertolina, a Jess, as Camilas ( sim, as duas) e tantas outras pessoas que, não são especiais apenas pra mim, mas pro mundo em si, que tem aquele brilho diferente nos olhos sabe? mas isso já falei varias vezes, amo essas pessoinhas, e cuido, o quanto posso.
sexta lição: nem sempre as pessoas gostam de você logo de cara, não precisa se afastar delas por isso, cativar é um jogo tão gostoso, vai tentando olhar nos olhos, fazer sorrir, elogiar as vezes... é tão bom o desconforto de um desconhecido chato te elogiando, ou o esforço de um chato em te fazer sorrir, isso torna as pessoas importantes umas para as outras...
sétima lição: respeite o dia da casmurrice, infelizmente tem dias que o humor vai ficar ruim Forever mesmo, por mais engraçado que te pareça, nesse dia todos vão aparentemente fazer de tudo pra te irritar, vão escrever errado, se esquecer de vc, aquelas pessoinhas que lerdeiam a sua frente na rua vão se multiplicar misteriosamente, bem como as que entregam panfletos, as que vem de encontrão a vc e não desviam ate trombar ( se vc tentar desviar ela desvia para o mesmo lado)... provavelmente ou o sol vai ser infernal ou vai chover na hora que vc ficar sem lugar pra se esconder etc... respeite esse dia, e tente neutralizar o quanto esse humor cinzento interfere nos outros, mal humor pode soar engraçado, ou repugnante, vc quem escolher se sorri depois da patada ou fecha a cara de vez.
oitava lição: Somos o que queremos ser, e temos o que fazemos por merecer... nos sacrificamos todos os dias por dinheiro, por status, por facebook... não custa se sacrificar por um sonho, ou por algo que deseja... esperar muito por algo, se fazer de bobo, baixar a cabeça e não responder... sacrifícios pequenos, mas nos deixam mais perto de algo bom.
nona lição: de um jeito de colocar teus demoninhus ruins pra fora, seja escrevendo e queimando, seja britando na chuva, seja fazendo esportes... não mantenha lixo em casa, não mantenha lixo em vc mesmo.
decima e ultima lição por hora: Ser feliz é uma opção, e como todas é complicadinha e exige muito esforço ( tem me exigido um pouco) ser sincero com tudo e todos, ter afeto, tem boa vontade, enfim, merecer ser feliz facilita o processo... ng alem dos personagens de contos de fadas é feliz pra sempre, e nem quero ser alias...

aprendi muito mais coisas em um ano, muito mais que aprendi numa vida toda, e isso vai me exigir mais um post, bem como citar todas as pessoas que conheci esse ano e mudaram meu mundinho de forma tão acentuada... enfim, espero coments no meu post ok!!!!

4 comentários:

Luana Bertholino disse...

Esse é um dos textos que me arrancou sorrisos enqto lia,e não só pq citou meu nomezito ali não, mas pela sinceridade e pela particularidade da sua escrita. Envolvente, dá vontade de ficar perto desse casmurrento kkkk. Parabéns, suas palavras chegaram onde nem eu mesma tinha ido ainda, dentro de mim =) continue nos presenteando com seus posts em 2012 ;)

Fábio disse...

Amigo..O texto realmente cativa até o fim,me parece aquelas crônicas que a gente adora degustar até o finalzinho e com um ponto final tão humano e suave...
TUA AMIZADE é IMPRESCINDÍVEL.
Paz e bem...^^

miesterludi disse...

ounnn, que delicia ler elogios fofos de vcs!!!! obrigado de verdade! amo vcs

Anne Luka disse...

nha eu não sou fofa o suficiente.. huahaua mas eu adorei e adoro o que vc escreve... ainda estou esperando uma resposta pro meu post no blog.. ahuahuahuahauhauhaa bjoooosss