terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Dilema da dedicatória


Incrível como uma simples dedicatória naquele ultimo trabalho de faculdade pode trazer reflexão...
Nunca me liguei tanto nessa de enaltecer conquistas, sinto mais como se fossem parte de um processo. Justamente por isso a tarefa de dedicar o simbolo dos meus trabalhos acadêmicos dos últimos 3 anos se tornaram uma epopeia. Me lembro de todo o percurso, e me senti inclinado a agradecer pessoas inimagináveis, boa parte do que cresci devo aos meus colegas de classe, sejam os amigos ou os menos amigos, cada debate trouxe algo único. Cada dedicação extra dos professores em incluir anarquismo nas aulas, cada olhar de atenção ao que eu penso... as dicas valiosas e brincadeiras sobre politica.. mas academia não se faz só de universidade, e nisso me lembro dos colegas de debate no face, dos alunos incríveis nos estágios, dos professores mimizentos na sala dos professores... mas assim eu também tenho que incluir meus grandes suportes, minha família, meus amigos de sempre, a ex noiva que foi incrivelmente importante desde o processo de escolher fazer historia até dois meses antes do final... mas como a vida é engraçada... teria que agradecer U, Lele e Mila pelo amor imenso e sincero que descobri na amizade pura e simples, e que me permitiu seguir até aqui...
No fim das contas, eu pensei em todos estes, mas entendi que cada qual tem, na mesma medida em que se importa, sua parte na minha "conquista" de forma bem direta... e fico feliz de ter vivido cada segundo destes três últimos anos.
Aí vem a pergunta, ok... a quem dedicar então simbolicamente o trabalho?
Tem alguém que esteve comigo em tudo, quando acertei, quando errei, quando cansei, quando sobrei nas provas, que as vezes pareceu ficar mais feliz que eu com algumas conquistas minhas... e esteve comigo desde muito antes, que incrivelmente teve contato com cada um dos personagens que citei la em cima como importantes... não que todas as outras pessoas sejam menos importantes, na verdade algumas delas ficaria bem esquisitão de eu colocar na dedicatória... mas esta pessoa, foi talvez a unica que realmente fez MUITA falta nesse fim de processo, uma falta que não tem nada a ver com ego, ou com orgulho, uma falta infinitamente dolorida... então, essa foi pra vc ju... a ultima coisa que vc falou (de forma bizarra) foi pra eu focar nisso msm (na academia)... Obrigado MESMO por isso, e por tudo...

Ps. Sim, é uma letra de musica...
ps2 . é uma frase da musica Blackbird do alter bridge (Além do sofrimento que você conheceu,
espero que encontre seu caminho. Que você nunca se machuque de novo...)

3 comentários:

disse...

E daí escorre algumas (pq sou sentimental demais) lágrimas e fico sem palavras...

disse...

E daí escorre algumas (pq sou sentimental demais) lágrimas e fico sem palavras...

douglas henrique miesterludi disse...

Mas no livro, com certeza a dedicatória vai ter coelhinho do mato!!!!